Search
Close this search box.

Governo Lula estuda fazer ‘Enem’ de concursos públicos para unificar provas

A ministra da Gestão, Esther Dweck, em seu gabinete, em Brasília – Pedro Ladeira – 13.fev.2023/ Folhapress. 

Prova seria levada a localidades remotas do país e teria um custo mais acessível, diz ministra. 

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos estuda a possibilidade de criar uma prova nacional que unifique todos os concursos públicos para cargos no governo federal. Nesta sexta-feira (25), a ideia começará a ser apresentada pela chefe da pasta, Esther Dweck, a possíveis órgãos interessados.

Gabarito 

A prova teria um modelo de aplicação inspirado no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), sendo levada a localidades remotas do país e tendo um custo mais acessível. O teste apresentaria questões de conhecimentos gerais, mas também específicas, relacionadas às áreas escolhidas pelos candidatos.

Mapa

Um estudo provisório prevê que 180 cidades recebam o exame, a maior parte delas concentrada nas regiões Nordeste, Norte e Sudeste, escolhidas a partir de um levantamento feito pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Porta de entrada 

“É um processo de democratização do acesso para se tornar servidor público, mas também no sentido de que há uma retomada do processo de contratação para o setor, reforçando o fortalecimento do Estado brasileiro”, afirma a ministra, que já anunciou a abertura de 8.146 novas vagas no governo federal para 2023.

Ideia

À coluna, Dweck ainda afirma que a ideia da prova unificada nasceu a partir da constatação de que diversos órgãos federais estão há muito tempo sem concursos, e de que muitas das provas são realizadas nas grandes cidades. A experiência adquirida com a realização do Enem surgiu, então, como uma inspiração para remodelar os processos seletivos.

Escuta

Além do Ipea, órgãos como o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) e a AGU (Advocacia-Geral da União) já foram consultados sobre a viabilidade do projeto. Nesta sexta, a ideia será levada a outros ministérios do governo Lula, autarquias, institutos de pesquisas e agências reguladoras, a fim de sejam feitas críticas e sugestões.

Escuta 2

“A gente tem feito conversas, vários [órgãos que realizam concursos] se interessaram, mas ainda não está tudo pensado”, afirma Dweck. “O modelo ainda não está fechado, mas já temos muitos pontos pensados para apresentar. Amanhã [sexta-feira] ainda é um dia de escuta. Existe um grupo do governo muito empenhado em fazer isso”. 

“Estamos trabalhando para unificar os concursos autorizados, oferecendo provas em mais de 180 cidades em todas as regiões do país. Uma forma de democratização do acesso, construindo um serviço público mais diverso e representativo da sociedade brasileira. “

Esther Dweck 

Comunicação/Cal/Pública/2023 

Compartilhe essa notícia
Últimas notícias da categoria:
Criação do INPSU – Instituto Nacional do Regime Próprio de Previdência Social da União
28 de setembro de 2023
Senado vai contra STF e aprova marco temporal para demarcações de terras indígenas
28 de setembro de 2023
É Plano de Carreira ou greve! Servidores do meio ambiente aprovam paralisação geral dia 28/9
26 de setembro de 2023
Filie-se

Traga sua entidade para a Pública

Faça parte da Central dedicada exclusivamente ao Serviço Público.

A filiação à Pública garante participação em um grupo forte, coeso, que compartilha dos mesmos ideais e objetivos em uma rede de proteção dos serviços públicos e dos servidores brasileiros.

Inscreva-se em nossa

Newsletter

Receba nosso conteúdo informativo diretamente em seu e-mail