Search
Close this search box.

Onde está o dinheiro do auxílio emergencial?

O Brasil tem ou não tem dinheiro para continuar a pagar o auxílio emergencial de R$ 600,00?

Como pode um governo que tem no seu cofre cerca de R$4,576 Trilhões deixar o seu povo morrer sem asistênvia na Pandemia para pagar banqueiros?

O governo Bolsonaro diz que não tem mais dinheiro para continuar pagando o AUXÍLIO EMERGENCIAL.

Em 2020, custou pouco mais de R$ 293 bilhões, mas não faltou dinheiro público para o pagamento do SERVIÇO DA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL, cerca de R$ 1,381 trilhão ou R$ 3,7 bilhões diários aos bancos e grandes corporações.

Significa que pouco mais de 8 dias de pagamento ao SERVIÇO DA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL pagaria a despesa com AUXÍLIO EMERGENCIAL.

Em 2019 o pagamento ao SERVIÇO DA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL foi (R$ 1,038 trilhão) houve um crescimento em favor do pagamento a DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL em 2020 (R$ 1,381 trilhão) de mais 33% em relação a 2019.

Como o governo pode dizer que não tem dinheiro para continuar a pagar o Auxílio emergencial!!!

Um país que tem no seu cofre, em três fontes cerca de R$ 4,576 trilhões não pode está quebrado!!!

1 – RESERVAS INTERNACIONAIS

US$ 355 BILHÕES = ( dólar R$ 5,34 –
R$ 1,895 trilhão;

2 – CONTA ÚNICA DO TESOURO:

R$ 1,289 trilhão

3 – SOBRAS DE CAIXA DE BANCOS (OPERAÇÕES COMPROMISSADAS)

R$ 1,392 trilhão

Abaixo os links: 

https://www.bcb.gov.br/estatisticas/estatisticasfiscais

https://www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/reservasinternacionais

Por Paulo Lindesay

Diretor da ASSIBGE-SN e Coordenador do Núcleo da Auditoria Cidadã RJ

Compartilhe essa notícia
Últimas notícias da categoria:
Criação do INPSU – Instituto Nacional do Regime Próprio de Previdência Social da União
28 de setembro de 2023
Senado vai contra STF e aprova marco temporal para demarcações de terras indígenas
28 de setembro de 2023
É Plano de Carreira ou greve! Servidores do meio ambiente aprovam paralisação geral dia 28/9
26 de setembro de 2023
Filie-se

Traga sua entidade para a Pública

Faça parte da Central dedicada exclusivamente ao Serviço Público.

A filiação à Pública garante participação em um grupo forte, coeso, que compartilha dos mesmos ideais e objetivos em uma rede de proteção dos serviços públicos e dos servidores brasileiros.

Inscreva-se em nossa

Newsletter

Receba nosso conteúdo informativo diretamente em seu e-mail